Nas últimas 24 horas o distrito de Portalegre registou dois novos casos de COVID-19. De acordo com o boletim deste sábado, dia 3, divulgado pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejo (ULSNA), há ainda dois internamentos, não havendo registo de mais óbitos nem de mais recuperações.

No documento da unidade de saúde verifica-se que o distrito de Portalegre soma desde o início da pandemia um total de 4.622 casos confirmados, mais dois os que ontem, dos quais 20 estão activos. Já o número de recuperações mantém-se em 4368 e há registo de 234 mortes desde o início da pandemia, número que se mantém inalterado há várias semanas.

O concelho de Portalegre é o mais afectado com um total de 50 óbitos, seguido de Elvas com 29 mortes, de Ponte de Sor com 27, de Castelo de Vide com 26, de Nisa com 20, de Marvão com 17 e de Alter com 14. Da lista da ULSNA constam ainda os concelhos de Campo Maior com 12, Monforte com oito, Crato com oito, Arronches com sete, Fronteira com sete, Sousel com quatro e Avis com três.

Já o concelho de Gavião não tem referenciados óbitos neste boletim, apesar de já ter sido confirmada a ocorrência de mortes associadas à COVID-19, sendo que a Câmara de Gavião regista sete óbitos, o que poderá estar relacionado com o facto de muitos dos doentes do concelho recorrerem ao Hospital de Abrantes.

No que diz respeito ao número de casos activos, o concelho de Elvas consta do boletim da ULSNA com um total de 13 casos e o concelho de Portalegre tem agora um total de quatro casos activos (mais 1).  Os dados dos restantes 14 concelhos do Alto Alentejo não são divulgados, uma vez que a unidade de saúde não divulga dados inferiores a três.

A actualização da ULSNA dá ainda conta que, na sua área de influência,  há duas pessoas em internamento devido à COVID-19 e o número de testes realizados nesta unidade de saúde subiu para 65.517 nas últimas 24h.

Dados dos municípios

Registam-se em alguns dos concelhos do distrito discrepâncias entre os dados divulgados pelos municípios e os dados divulgados pela ULSNA.

Importa realçar que os dados divulgados pela ULSNA referem-se até às 10h do dia em que são publicados, tendo por base os dados apurados por laboratórios públicos, o que poderá justificar o desfasamento de alguns números relativamente à informação que tem sido divulgada pelos Municípios, estes que vão beber informação junto dos Delegados de Saúde Locais. Há, contudo, Câmaras que apenas têm como fonte os números divulgados pela ULSNA como é o caso de Nisa, Castelo de Vide e Portalegre, cujos dados de casos activos e recuperações não são conhecidos.

Nos restantes municípios verifica-se um desfasamento no número de casos quando comparadas com as últimas actualizações veiculadas pelos Municípios, o que poderá estar relacionado com o facto de terem sido realizados testes em laboratórios privados, motivo pelo qual ainda não constam deste boletim da ULSNA.

De acordo com as últimas informações reportadas pelas autarquias, os concelhos de Alter, Arronches, Avis, Gavião, Crato, Ponte de Sor, Fronteira, Marvão e Sousel apresentam zero casos.

No concelho de Elvas, a Câmara reporta um total de 12 casos activos e 28 óbitos e no concelho de Campo Maior o Município dá conta da existência de um caso activo.