PUB

Apesar do número de estações de base 5G instaladas em Portugal ter aumentado 48%, estando distribuídas por 271 concelhos, há ainda 37 municípios que não se encontram ainda servidos com qualquer estação associada à tecnologia 5G, entre eles estão Campo Maior, Castelo de Vide, Marvão, Monforte, Nisa e Sousel.

De acordo com a informação reportada à ANACOM, no final do 3.º trimestre, o número de estações de base instaladas no território nacional com tecnologia 5G ascendia a 4317 estações, distribuídas por 271 concelhos (88% dos concelhos no país) e por 1191 freguesias (39% das freguesias no País).

PUB

Contudo, dos 308 concelhos que constituem o território nacional, existem, no entanto, 37 concelhos que não se encontram ainda servidos com qualquer estação associada à tecnologia 5G, nomeadamente Alandroal, Freixo de Espada à Cinta, Portel, Alcoutim, Marvão, Reguengos de Monsaraz, Alvito,  Monchique, Sardoal, Barrancos, Monforte, Serpa, Campo Maior, Moura, Sousel, Castelo de Vide,  Mourão, Tabuaço, Castro Verde, Nisa, Vendas Novas, Cuba, Ourique, Vila Nova da Barquinha, Estremoz, Pedrógão Grande, Vila Viçosa, Figueira de Castelo Rodrigo e Penedono, em Portugal Continental, e ainda Calheta de São Jorge, Lajes do Pico, Santa Cruz das Flores, Corvo, Madalena, São Roque do Pico, Lajes das Flores e  Santa Cruz da Graciosa, nos Açores.

De acordo com os dados divulgados pela ANACOM, a NOS é o operador que no final de setembro tinha instalado um maior número de estações 5G, num total de 1974 estações (46%), seguindo-se a Vodafone com 1604 estações (37%) e a MEO com 739 estações (17%).

Em termos de dispersão territorial de estações de base 5G, por concelhos, a MEO é o operador que apresenta estações de base 5G num maior número de municípios – 218, seguindo-se a NOS com a presença em 184 municípios e a Vodafone em 179 municípios.

Note-se que muitas das estações de 2G, 3G, 4G e 5G de cada operador estão localizadas num mesmo local, pelo que importa analisar o número total de locais em que cada operador possui estações. Assim, observa-se que a Vodafone tem estações em 5 763 locais, a MEO em 4 742 locais e a NOS em 3 578 locais.

Uma expressiva maioria das estações 5G (73% do total, correspondendo a 3 137 estações) localiza-se em Áreas Predominantemente Urbanas. Cerca de 14% (631 estações) estão instaladas em Áreas Mediamente Urbanas e 13% (549 estações) em Áreas Predominantemente Rurais.

A análise da distribuição das estações 5G pelas freguesias do país, tendo em consideração a sua densidade populacional, permite concluir que 20% do total (858 estações) estão instaladas em freguesias de baixa densidade.

Apesar da larguíssima maioria das estações 5G estarem instaladas em freguesias que não são de baixa densidade, apenas cerca 59% dessas freguesias dispõem de estações 5G.

No caso das freguesias de baixa densidade é muito menor a proporção daquelas que dispõem de estações 5G (26% do total, ou seja, 466 freguesias). Com efeito, entre estas freguesias, 1347 (74% do total) ainda não dispõem de estações 5G.

Também no caso das freguesias das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, a proporção das que não dispõem de estações 5G é elevada (57% do total, ou seja, 119 freguesias). Neste caso, 91 freguesias (43%) dispõem de estações 5G.

Por fim, releva-se ainda que, no final de setembro, existiam em Portugal 1,56 milhões de acessos à internet móvel 5G, o que perfaz 16,4% dos acessos totais à internet móvel. O tráfego mensal gerado atingiu 4 953 TB, o que significa que 7,6% do total de tráfego móvel já é suportado em redes 5G.

Pub