Projecto ligado ao sector da logística venceu a Fase 2 do 17º concurso de ideias e irá representar o Politécnico de Portalegre no concurso nacional.

“DPOINT” é o projeto vencedor do concurso regional do Poliempreende. As apresentações dos sete projectos a concurso decorreram na quarta-feira, dia 9, no auditório dos Serviços Centrais do Politécnico de Portalegre.

A avaliação esteve a cargo do júri presidido por Albano Silva, presidente do Politécnico de Portalegre, e que integrou ainda Maria Luís Rodolfo, representante da Caixa Geral de Depósitos, Alexandra Correia em representação da Associação de Desenvolvimento Regional do Alentejo, João Assunção, representante do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, e Artur Romão pelo Gabinete do Empreendedorismo e Emprego do Politécnico de Portalegre, unidade organizadora do concurso.

Após apresentação e discussão dos projectos a concurso, o júri utilizou grelhas de avaliação tendo por base uma grande variedade de parâmetros, que incluem o grau de inovação de negócio, plano de marketing, plano financeiro, exequibilidade, impacto socioeconómico e competências da equipa.

De acordo com o regulamento do concurso regional, o projecto vencedor é premiado com dois mil euros, o 2º classificado recebe 1.500 euros e serão entregues mil euros ao projecto que ficou em 3º lugar. Além dos prémios monetários, os três primeiros classificados recebem ainda três meses de incubação gratuita na BioBIP.

O projecto “DPOINT” irá representar o Politécnico de Portalegre no concurso nacional, a realizar em Santarém, onde poderá habilitar-se a vencer mais dez mil euros.
O júri decidiu ainda atribuir ao projecto “TUBEFARM & SMARTCITIES” o Prémio Startup Labware, para reconhecimento de projectos e ideias de negócio, que apresentem soluções de base tecnológica que respondam a desafios para o desenvolvimento urbano da região Alentejo NUT II, que se enquadrem na estratégia europeia de cidades inteligentes e que contribuam para um ou mais objectivos definidos pelas Nações Unidas para Desenvolvimento sustentável.

O Poliempreende é uma actividade da rede de instituições de ensino superior (Institutos Politécnicos, escolas superiores não integradas e escolas politécnicas das universidades), que surgiu em 2003.

Esta é uma iniciativa que visa, através de um concurso de ideias e de planos de negócios, avaliar e premiar projectos desenvolvidos e apresentados por alunos, diplomados ou docentes destas instituições, ou outras pessoas, desde que integrem equipas constituídas por estudantes e/ou diplomados. O objectivo é fomentar uma cultura empreendedora e que impulsione o desenvolvimento de competências por parte dos estudantes, estimulando o empreendedorismo e proporcionando saídas profissionais através da criação do próprio emprego

Classificação final:
1º classificado – “DPOINT” de André Antão, aluno da licenciatura de Gestão, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão;
2º classificado – “TUBEFARM & SMARTCITIES” de Ana Lebre, aluna da licenciatura em Agronomia, na Escola Superior Agrária de Elvas, e Bruno Pimenta;
3º classificado – “ENG.COM” de Luciana Nunes Gomide, aluna do mestrado de Gestão de PME, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão.

Pub