PUB

No âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência, realizou-se recentemente, no auditório do Instituto da Segurança Social, uma sessão de entrega de protocolos de comparticipação financeira no âmbito do Programa de Requalificação e Alargamento da Rede de equipamentos e Respostas Sociais.

Esta sessão contou com a presença da secretária de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, do secretário de Estado do Planeamento, Eduardo Pinheiro, dos autarcas, dos directores dos Centros Distritais e dos representantes das instituições sociais.

A medida C03 – Requalificação e Alargamento da Rede de Equipamentos e Respostas Sociais enquadra-se na Componente 03 – Respostas Sociais, no seu investimento RE-C03-i01 – Nova Geração de Equipamentos e Respostas Sociais, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e tem como objectivo primordial reforçar, adaptar, requalificar e inovar as respostas sociais dirigidas às crianças, pessoas idosas, pessoas com deficiência ou incapacidades e sua famílias.

PUB

Na referida sessão, que contou com a presença da directora regional da Segurança Social de Portalegre, Sandra Cardoso, e da presidente da Câmara de Portalegre, Fermelinda Carvalho, foi feita a entrega do contrato de comparticipação financeira ao presidente da Direcção do Centro Social Diocesano de Santo António de Portalegre, Pe. Marcelino Marques, referente a uma candidatura submetida e aprovada neste âmbito, que representa um financiamento público de cerca de 716 mil euros, abrangendo um projecto na área da infância, através do qual serão intervencionados 74 lugares.

Este projecto envolve um investimento global que ascende aos dois milhões de euros e que vai permitir ao Centro Social de Santo António requalificar o edifício da antiga Escola Superior de Saúde, situado junto ao hospital de Portalegre, para onde serão transferidas as valências que actualmente funcionam no espaço do antigo Colégio Diocesano.

Em declarações ao nosso jornal, o Pe. Marcelino Marques explicou que este apoio é fundamental para que a instituição possa fazer uma obra que é muito importante para melhorar as condições das crianças que frequentam o Centro Social de Santo António, e que nestas novas instalações irá disponibilizar creche, pré-escolar e CATL, realçando também que esta obra vai permitir à Diocese de Portalegre – Castelo Branco avançar com a venda do edifício do Colégio, como está previsto no âmbito da ampliação do Hospital, de acordo com as últimas informações avançadas pelos Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA).

A obra deverá estar concluída no primeiro semestre de 2024, pelo que o presidente da instituição espera que brevemente as futuras instalações do Centro possam começar a ser intervencionadas.