PUB

Tal como já era expectável, o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa anunciou esta quinta-feira, 4, a dissolução da Assembleia da República e marcou eleições para dia 30 de Janeiro de 2022.

Numa declaração a partir do Palácio de São Bento, em Lisboa, o Chefe de Estado justificou a decisão com o chumbo do Orçamento para 2022, um documento que considera «especialmente importante, num momento importante» para o País e para o mundo.

«Uma semana e um dia depois da rejeição do Orçamento para 2022 encontro-me em condições de vos comunicar que decidi dissolver a Assembleia da República e convocar eleições para o dia 30 de Janeiro de 2022», disse Marcelo Rebelo de Sousa.

PUB