PUB

A presidente da Câmara de Nisa, Idalina Trindade, deslocou-se esta quinta-feira a Cáceres (Espanha), onde reuniu com o presidente da Deputación, Carlos Carlos Rodriguez, e com o Alcaide de Cedillo, António González Riscado, numa reunião conjunta dedicada ao projecto internacional sobre a Rio Sever, que brevemente poderá unir o concelho de Nisa à província de Cáceres.

O encontro surge na sequência da recente aprovação, por parte da União Europeia, do Plano de Resolução e Resiliência (PRR) português no qual se encontra inserido o projecto da Ponte Internacional sobre o Rio Sever, e para o qual a autarquia nisense “conquistou” um financiamento de 9 milhões de euros, passando o Município de Nisa a constituir-se como beneficiário final do projecto.

Na reunião desta quinta-feira, a Câmara de Nisa e a Diputación de Cáceres acordaram estabelecer um protocolo de colaboração tendo por intuito o acerto de consensos preliminares no que concerne à localização física da ponte e respectivas acessibilidades.

PUB
Declarações da presidente da Câmara de Nisa – Idalina Trindade
Presidente da Deputación de Cáceres – Carlos Carlos Rodriguez

Recorde-se que a freguesia de Montalvão e a localidade de Cedillo distam apenas a cerca de 13 quilómetros, mas a sua união só é concretizável através do coroamento da barragem de empresa privada espanhola que, só permite a travessia da infraestrutura aos fins de semana em horário limitado, obrigando a um percurso de mais de 120 quilómetros sempre que estes povos vizinhos se queiram encontrar durante a semana.

A existência de uma ponte internacional que permite a livre circulação entre os dois territórios é, por isso, «um desejo que subsiste há décadas e terá um enorme peso nas relações comerciais, culturais e familiares, reforçadas com este projecto que começa agora a ganhar forma depois de um trabalho de inequívoco esforço da edil municipal de Nisa nos últimos sete anos», refere a autarquia de Nisa.

(Áudios e imagens do Gabinete de Comunicação da Deputación de Cáceres)