PUB

O concelho de Monforte vai receber aquele que será «o segundo maior projecto solar do País». A Central Fotovoltaica de Santas, localizada na freguesia de Santo Aleixo, na Herdade de Santas, irá concretizar-se brevemente num investimento de 100 milhões de euros.

O projecto foi apresentado oficialmente na tarde desta terça-feira, dia 30, no local onde vão ser instalados os painéis fotovoltaicos, numa cerimónia que contou com as presenças do Primeiro-Ministro António Costa, do Ministro do Ambiente e da Acção Climática, João Pedro Matos, do secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, do presidente da Câmara de Monforte, Gonçalo Lagem, do presidente da CCDRA, Ceia da Silva, entre outras entidades da região.

O projecto é da responsabilidade da empresa francesa Akuo, sendo que este é o primeiro projecto do portfólio da empresa em Portugal.

PUB

Aos jornalistas, João Macedo, Country Manager da Akuo Portugal, explicou que esta central «será o segundo maior projecto solar do País» e será composto por 360 mil painéis fotovoltaicos que serão instalados numa área de 350 hectares, o equivalente a 350 estádios de futebol.

A central terá uma potência de injecção de 150MVA e uma potência instalada de 180 MWP, sendo que a energia ali produzida dará, segundo a empresa, para alimentar 100 mil casas e evitar um total de 70 mil toneladas de CO2 por ano.

Segundo João Macedo, a construção da central «vai começar muito em breve, estamos à espera de uma última licença», sendo que a previsão é que a infra-estrutura comece a produzir energia no final de 2022 ou início de 2023.

Na fase de construção da central e segundo Gonçalo Lagem a freguesia de Santo Aleixo «vai duplicar a sua população», sendo que ali vão estar a trabalhar 450 pessoas. Assim o edil refere que é um projecto importante para o concelho e considera que «temos de saber capitalizar a presença destas pessoas durante um ano e meio», sublinhando o impacto que estas terão na restauração, na área hoteleira e na actividade económica no geral.