Publicidade

Foi lançado na quarta-feira, dia 3, o concurso público internacional para o estudo de avaliação da sustentabilidade e desenvolvimento da Barragem do Pisão.

Segundo o anúncio do concurso publicado em Diário da República, o valor do preço base para a «avaliação da sustentabilidade e desenvolvimento integrado dos recursos hídricos e energéticos do empreendimento de aproveitamento hidráulico de fins múltiplos do Crato» é de 1.056.097,56 euros, sendo que o procedimento vai decorrer por um período de 30 dias.

O concurso, elaborado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), contempla um investimento total de 1,3 milhões, sendo comparticipado a 80% por Fundos Comunitários e ficando os municípios responsáveis pela componente nacional, no valor de 260 mil euros, investimento que será repartido igualmente entre os 15 municípios do território do Alto Alentejo.

O lançamento do concurso acontece um ano após o anúncio público da construção da Barragem do Pisão – a 7 de Junho de 2019 – pelo ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

Perante mais este passo na já longa história da Barragem do Pisão, o presidente da Câmara do Crato, Joaquim Diogo, reafirma a sua convicção de «que este empreendimento deverá estar concluído em 2027 e o passo firme agora dado em direcção à concretização da Barragem do Pisão vai relançar para o futuro todo o Alto Alentejo», lê-se num comunicado, em que agradece «o empenho de todos os técnicos, presidentes de Câmara do Alto Alentejo, deputados e ministros».