PUB

A operação que ainda decorre em Alter e que é da responsabilidade directa da GNR, conjuga-se com a outra que decorre em simultâneo da responsabilidade da PSP, e que neste caso envolve também residentes no Crato.

No caso de Alter estão a ser cumpridos sete mandados de busca domiciliária e 10 de busca não domiciliária, havendo até ao momento cinco detenções. No âmbito do mesmo processo estão a ser desenvolvidas acções em Albufeira.

No caso das famílias de Alter envolvidas nesta operação, os crimes imputados são de usura, extorsão e branqueamento de capitais, adiantou ao nosso jornal o Comandante do Destacamento de Portalegre da GNR, Capitão André Machado, que coordena a operação.

PUB

As detenções incidem sobre suspeitos de emprestar dinheiro a pessoas sem condições de acesso a crédito bancário, fazendo incidir elevados juros e, em caso de incumprimento, os devedores são alvo de ameaças.

(Notícia actualizada)

Foto: JN