PUB

As estações ferroviárias desactivadas vão ter uma nova vida, no âmbito do novo Programa Revive Ferrovia, na sequência da assinatura do protocolo de cooperação entre a Turismo Fundos, em representação do Fundo Revive Natureza, e a IP Património – Administração e Gestão Imobiliária, S.A..
A oficialização desta parceria decorreu esta manhã, em Sousel, numa das 30 estações ferroviárias desativadas, localizadas nas regiões Norte e do Alentejo, que foram selecionadas para acolherem novamente visitantes, e contou com a presença do secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, do presidente da Câmara Municipal, Manuel Valério, da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, do presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, e do deputado Luís Testa.
O Fundo Revive Natureza visa a requalificação e valorização de imóveis públicos devolutos inseridos em património natural, com o objectivo de compatibilizar a conservação, recuperação e salvaguarda dos bens em causa com novas utilizações, que beneficiem as comunidades locais, atraiam novos visitantes e fixem novos residentes. Para além dos edifícios de passageiros das estações ferroviárias, juntam-se ainda diferentes tipologias de edifícios, tais como cais cobertos, armazéns, habitações, bem como terrenos adjacentes.
A IP Património gere os projectos de valorização e rentabilização dos bens integrantes do domínio público ferroviário desde a concepção até à sua utilização. Nas linhas ferroviárias desativadas, a IP Património em parceria com outras entidades já desenvolveu vários projectos de requalificação e valorização de edificado e terrenos anexos, em meio natural, promovendo o desenvolvimento das regiões, com projectos de cariz social, turismo e outras actividades, salvaguardando a preservação e recuperação do seu edificado, e a sustentabilidade socioeconómica dos locais onde o mesmo se insere.
Neste contexto, foi criado o Revive Ferrovia, no âmbito do Fundo Revive Natureza, para permitir a concessão de uso privativo de Estações Ferroviárias desativadas, mediante concurso público, para a sua requalificação e reabertura no contexto de actividades económicas relacionadas com o turismo.

PUB