PUB

Desde 26 de dezembro de 2021 que o Banco ABANCA tem uma nova agência em Portalegre. A agência está situada na Rua 1ª de Maio, bem no centro da cidade.

Fomos falar com o seu responsável, António Perinha, para conhecer esta nova equipa do ABANCA e as propostas que trazem para o nosso Distrito.

Uma nova equipa e uma nova agência, que ambições têm para o Distrito de Portalegre?

Entrámos no Distrito de Portalegre porque acreditamos que podemos ser uma mais-valia para os clientes, empresas e particulares, acompanhando os seus projetos, negócios e aconselhamento financeiro através de uma presença próxima e local. Trata-se de um investimento importante para o crescimento do banco, não só nesta região, mas também no mercado português que é estratégico para o crescimento do ABANCA.

PUB

Temos equipa multidisciplinar e polivalente o que nos permitirá fazer banca universal. Pretendemos prestar serviço próximo e personalizado quer a empresas quer a particulares. Fruto da minha experiência e conhecimento do mercado, quero dar especial enfoque no segmento de empresas. Pretendo alargar a base de clientes de negócios e colocar o //A como banco a considerar e consultar sempre que cada empresa tenha algum investimento a realizar ou necessidade por satisfazer. Queremos que empresas e empresários saibam que podem contar connosco e consultar-nos, temos produto, preço competitivo e a experiência e conhecimentos necessários para acompanhar qualquer tipo de negócio.

Queria deixar também uma palavra sobre a nossa equipa. Também aqui, e estando conscientes da necessidade de boa integração no mercado do alto Alentejo, o ABANCA teve o cuidado de escolher para a sua equipa, colaboradores que conhecem bem o mercado local, recrutando gestores bancários com sólidos conhecimentos nas áreas respetivas.  Deste modo, temos uma equipa sénior, com experiência e que abrange todo o tipo de negócio bancário, seja empresarial seja de particulares e investimentos, o que nos dá muito conforto.

E quais vão ser as alavancas com que vão suportar esse crescimento?

Como já tive oportunidade de dizer, viemos para Portalegre porque queremos crescer com os nossos clientes. Atravessamos dois períodos bastante atípicos: por um lado, a pandemia que começa a dar tréguas, permitindo às pessoas singulares e coletivas regressarem às suas vidas normais, mas, por outro, enfrentamos uma guerra no continente europeu em pleno século XXI. Mais do que nunca, os clientes – tanto particulares como empresariais – precisam de parceiros ágeis e com capacidade para apresentarem as melhores respostas e oportunidades. E nós estamos, e queremos continuar a estar, ao lado dos nossos clientes.

Pretendemos ser reconhecidos pela qualidade do atendimento e do serviço prestado. Como lhe disse, temos uma equipa sénior e conceituada quer na praça de Portalegre quer nas praças dos concelhos limítrofes (Crato, Alpalhão, Estremoz). Pretendemos assim estabelecer-nos como um parceiro de referência quer para empresas quer para particulares.

Estamos a trabalhar desde Setembro de 2021, e temos crescido essencialmente fruto do conhecimento pessoal e do mercado. A estratégia tem passado por contactar as empresas para que lhe apresentemos propostas e iniciemos um relacionamento. Uma vez a trabalhar com as empresas será mais fácil chegar aos sócios e colaboradores que nelas trabalham.

Temos tido bom feedback às abordagens efetuadas o que nos tem permitido apresentar um volume significativo de propostas o que se traduzirá em negócio.

Como é que o ABANCA pode apoiar as empresas da região do Alto Alentejo?

O ABANCA quer apoiar tanto o cliente particular como empresarial. No caso das empresas, os nossos clientes podem contar com a nossa experiência e com as nossas soluções empresariais. Não disponibilizamos apenas financiamento para os nossos clientes, temos soluções de contas (quer à ordem para empresas, ou também contas a prazo), seguros (de saúde, mas também de acidentes de trabalho, multirrisco empresarial e incêndio), mas também temos soluções para apoiar as nossas empresas, tanto a nível de Confirming como em operações no estrangeiro, disponibilizando tanto linhas de multifinanciamento COMEX mas também meios de pagamento e cobranças internacionais.

O mercado imobiliário está em expansão também nesta região do país. O ABANCA tem soluções de crédito à habitação para apoiar as famílias do Alto Alentejo?

A compra de habitação é um dos momentos mais relevantes para as famílias, além de ser um investimento de longo prazo é também, para muitos, a realização de um sonho. No ano passado, melhorámos a nossa oferta de crédito à habitação. A campanha de dezembro do ano passado, e que está ainda em vigor, permite aos clientes contarem com uma taxa fixa inicial de 0,50% no primeiro ano do crédito para a compra de casa. No restante prazo do empréstimo, será aplicada uma taxa variável indexada à Euribor a 12 meses, acrescida de spread. Num cenário razoável poderemos atingir um spread de 0,95% para todo o período. Creio poder assegurar que temos das melhores condições do mercado.

Sabemos que o ABANCA é reconhecido pelo seu expertise na área de Investimento, nomeadamente em gestão de carteiras. Em que consiste?

Temos uma oferta de ”arquitetura aberta” de fundos de investimento. Algumas das melhores casas de investimento são nossas parceiras. Temos soluções adequadas a todos os perfis de risco com liberdade de escolha total por parte do cliente.

Além desta nossa “arquitetura aberta”, os clientes têm, desde 2020, acesso a um serviço de Gestão Discricionária de Carteiras completamente renovado. Era um serviço que já detínhamos, mas em prol do compromisso assumido pelo ABANCA enquanto primeiro banco ibérico a aderir aos Princípios das Nações Unidas para o Investimento Responsável, reformulámos, à luz desses mesmos princípios. Atualmente, o investidor pode, caso o entenda, optar por uma gestão totalmente comprometida com critérios ambientais, sociais e de governo das empresas na gestão desses investimentos. Estas estratégias, além de socialmente mais responsáveis, têm demonstrado ser mais rentáveis quando comparadas com as estratégias de gestão tradicional. E, nesse sentido, temos verificado uma forte adesão a estes produtos.