No segundo ano da sua participação no campeonato distrital, a equipa da Casa do Benfica de Portalegre sagrou-se campeã de Futsal no escalão sénior.

Num campeonato competitivo, em que foram a jogo 10 equipas de todo o distrito, a final ficou a cargo da União Desportiva de Sousel e da Casa do Benfica de Portalegre. Na deslocação a Sousel, e depois de um empate a três bolas, o jogo decidiu-se com a vitória da Casa do Benfica em penaltis. No segundo jogo, que se disputou no sábado, dia 29 de Abril, no Pavilhão Municipal de Portalegre, a equipa da casa conseguiu vencer a UDS no tempo regulamentar por 4-3, tornando-se assim na grande vencedora do campeonato distrital de futsal 2022/23.

Ricardo Oliveira, um dos impulsionadores deste projecto e capitão de equipa, considera que «esta foi uma vitória inesquecível, estou muito orgulhoso do que alcançámos e merecíamos ser felizes. Foi um ano muito atípico com muitas perdas familiares, mas apoiamo-nos como uma família e isso tornou-nos mais fortes. Deixo também uma palavra às famílias de todos os jogadores por nos apoiarem e pela paciência que têm connosco e por perceberem o quanto amamos praticar esta modalidade, deixando obviamente um agradecimento especial à minha mulher e ao meu filho».

Já Tito Martinho, que se estreou este ano como treinador principal de uma equipa, confessa que «este título é fruto de muito trabalho, muita dedicação, muitas horas despendidas para fazer aquilo que mais gostamos num projecto no qual acreditamos muito. Muitos não acreditaram em nós, nas nossas capacidades e canalizámos isso para fazer uma época, a meu ver, sublime», refere, mostrando-se ainda «muito orgulhoso desta conquista, mas ainda mais por treinar um grupo fantástico como este».

O técnico adianta ainda que «agora é pensar na Supertaça e, de seguida, na taça nacional para representarmos Portalegre da melhor maneira possível».

O Director Desportivo deste projecto, Diogo Aragonez, lembra que «as dificuldades para construir um projecto deste tipo são imensas, e sem dúvida alguma que esta é a nossa segunda conquista, a primeira é existirmos», atira. «Queremos existir e ser diferentes, mostrar que o amor à camisola é mais forte que tudo o resto. Faz falta um clube de futsal em Portalegre que não tenha apenas seniores e tenha também formação e nós existimos para garantir que Portalegre o tem», diz ainda.

A época continua agora para o clube portalegrense, visto que a subida aos campeonatos nacionais está dependente da participação numa fase de promoção, em que serão enfrentadas algumas equipas vencedoras de competições homólogas nas suas regiões.

Importa ainda realçar que a última vez que esta competição foi ganha por uma equipa do concelho de Portalegre foi no ano 2010/11, pela equipa do CCD do Reguengo e que passados 12 anos, o título volta a ficar na capital de distrito.