As autoridades de segurança vão reforçar a fiscalização das esplanadas, podendo estas ser encerradas em caso de incumprimento. A medida foi anunciada pelo Ministério da Administração Interna na sequência de uma reunião com Estrutura de Monitorização do Estado de Emergência, que decorreu quarta-feira, dia 7.

«Entre os vários temas abordados pelas diferentes áreas, destaque para a atenção dada ao reforço da fiscalização das esplanadas por parte das forças e serviços de segurança – admitindo-se que o incumprimento das medidas de contenção da pandemia justifique o fecho antecipado desses espaços e a correspondente responsabilização dos infractores», lê-se numa nota enviada pelo Ministério.

Também «a necessidade de uma maior fiscalização em sectores de actividade onde têm surgido surtos de SARS-CoV-2 foi igualmente equacionada, tanto pelo atraso no controlo da pandemia como pelo efeito negativo nos riscos de incidência em concelhos com pouca população.

A Estrutura de Monitorização do Estado de Emergência faz o acompanhamento e produz informação regular sobre as medidas em vigor no território do continente e no âmbito da pandemia, tendo reunido ontem pela 24.ª vez desde Março de 2020, sob coordenação do ministro Eduardo Cabrita.

Nesta reunião, por videoconferência, participaram os Secretários de Estado das várias áreas governativas e de coordenação regional, para além dos responsáveis das Forças e Serviços de Segurança (GNR, PSP, SEF e ASAE), da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) e das Forças Armadas.